Outubro rosa: prevenção é o melhor remédio

O mês de outubro já está no fim, mas queremos lembrar que esse é o mês da conscientização da prevenção do câncer de mama, um movimento comemorado mundialmente. Porém, devemos sempre lembrar e fortalecer essa ideia não só em outubro, mas em todos os meses do ano, pois a luta para quem sofre com a doença é diária. Esse movimento começou em 1990, nos Estados Unidos, ocorrendo comemorações em vários estados do país, de forma isolada. 

 

O movimento era representado pelas entidades e empresas participantes e também em locais públicos, por um laço rosa que simboliza a luta contra a doença. Então, os Estados Unidos decidiram unificar a comemoração em todo o país em uma mesma data e assim outros países também aderiram ao movimento popular. Hoje em dia, para sensibilizar a população, há desfiles de moda com mulheres que venceram o câncer, há corridas, partidas de boliche, iluminação rosa dos principais monumentos espalhados pelo mundo, propagandas na TV, na rádio, na internet e tudo que se possa atrair a atenção para essa causa.

 

O objetivo é incentivar as mulheres acima de 40 anos a realizarem anualmente o exame da mamografia. São vários os fatores que podem causar o câncer de mama, entre eles: o histórico familiar, o avanço da idade, menstruar pela primeira vez antes dos 11 anos, menstruar tardiamente, após os 55 anos, nunca ter engravidado ou depois dos 30 anos ter o primeiro filho.

 

O estilo de vida também está relacionado ao surgimento do câncer, mas este pode ser modificado, caso os hábitos saudáveis sejam inseridos no cotidiano. O peso excessivo e a ingestão do álcool são alguns agravantes. Porém, mesmo com um estilo de vida saudável, é necessário consultar o ginecologista, fazer mamografia todo ano a partir dos 40 anos e também fazer o autoexame com as mãos. É importante também que mulheres a partir dos 30 anos com histórico familiar, prestem atenção aos sintomas.

 

Inchaço, pele irritada, dor e inversão do mamilo, vermelhidão, descamação, secreção no mamilo e caroço nas axilas, são alguns dos sintomas que podem indicar a doença, mas não deve ser lidado como uma certeza da doença. Deve-se consultar um médico, pois os sintomas podem ser de alguma outra inflamação. Um nódulo indolor e endurecido tem grande chance de ser um câncer maligno. Nódulos arredondados e macios também podem ser câncer. Porém, é muito importante manter a calma quando se detectar algum desses sintomas e verificar com veracidade com um médico.

 

Por ano, 520 mil pessoas, morrem acometidas pelo câncer de mama, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer, o Inca. Por ser a doença que mais mata entre os tipos de câncer, é tão importante alertar às mulheres quanto à prevenção. Os tratamentos variam de acordo com o estágio que o tumor se encontra, pode ser uma cirurgia ou radioterapia no local do tumor ou a quimioterapia e terapia hormonal que são medicamentos orais ou injetados pela corrente sanguínea.

 

Caso a doença seja diagnosticada, seja no início ou em fase mais avançada, é imprescindível que a paciente não se isole e conte com a ajuda da família, dos amigos e de um psicólogo. As dúvidas irão surgir, mas manter a calma, focar no tratamento e conversar francamente com seu médico é importantíssimo. A medicina está cada vez mais avançada e é possível tratar e curar a doença por meio dos tratamentos. Cuidar da qualidade de vida é importante tanto para pessoas que não possuem a doença, quanto para aquelas que diagnosticaram. Cuidar de si emocionalmente e fisicamente nunca é demais. Não desista de você!

 

Azul Mais

A Azul Mais Viagens cuida para que o seu sonho se torne realidade e seja o mais tranquilo e seguro possível. Para isso temos uma equipe de especialistas que cuida de todo o planejamento de sua viagem: Desde a seleção dos destinos, melhores horários de vôos, escolha dos hotéis, seguro viagem, aluguel de carro e ainda com opção de pacotes turísticos.



Deixe um comentário